Segurança da informação e uso de dados para direcionar as vendas

A LGPD (lei de proteção de dados), que prevê o uso e o tratamento de dados no Brasil, entrará em vigor em agosto deste ano e provocará uma mudança radical em todas as empresas brasileiras. 

O acesso a todos os dados pessoais, como nome, idade, endereço, gostos e demais assuntos que invadem a privacidade dos usuários sem eles saberem que foram coletados, será vetado. A intenção da lei, é garantir ao usuário mais privacidade e controle sobre seus dados, a fim de evitar mal-uso pela parte de terceiros. 

O roubo de dados que alarmaram a implementação da lei, envolveu a equipe do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump que, para obter eleitores, usara as redes sociais como uma ligação na coleta das características do público votante.

A implementação do sistema evita que entidades possam usar brechas para manipular os dados pessoais. O usuário agora terá a conscientização do uso de seus dados, antes de serem coletados.  

O tratamento legal e ilegal de dados

Os caminhos usados para saber quem é um usuário, não se aplicam a dados de etnia, sexuais, políticos e filosóficos, a não ser que consiga ligar a outros e chegar à identificação. 

Sua imobiliária deve tomar certas medidas na hora de obter os dados dos clientes ou ao conquistar um público, para não correr o risco de agir ilegalmente e se prejudicar.
Ser transparente com o seu propósito é fundamental, visto que a lei está aí para quem for infiel nas intenções. O cliente deve estar plenamente ciente e de acordo com a coleta das informações.

Os dados aceitos serão fundamentais para ligar a uma ação de negociação. As característica obtidas dos clientes, podem ser ligadas às semelhanças de gostos, preferências de localização, renda mensal, número de moradores e outros,  buscando uma padronização para se trabalhar na movimentação de divulgação, tornando a negociação direcionada e mais vantajosa. 

A CRM como estratégia de fidelização

A lei da LGPD dificulta a coleta desses dados, mas uma vez coletados, serão excepcionais para o crescimento de sua empresa. 

A sigla CRM – Customer Relationship Management, ou em português, Gestão de Relacionamento com o Cliente – funciona como uma forma de armazenamento de dados coletados, para direcionar o modo de tratamento entre empresa e cliente, obtendo informações favoráveis ao direcionamento de vendas e a fidelização. 

Os dados conscientemente fornecidos pelos clientes são armazenados e posteriormente usados para melhorar o serviço, tornando-o diferenciado e assertivo, antes durante e após a negociação. Assim, é possível se antecipar com os tipos de abordagens a ser usado ao chegar no cliente, otimizando o processo e obtendo resultados positivos. 

A jornada desse consumidor está ligada às formas que a imobiliária se comunica e se mostra para o público. Facilitar os caminhos entendendo os gostos dos usuários é uma maneira de fidelizá-los. Com essa abordagem sua empresa consegue pegar os clientes já existentes, achar as características comuns entre eles e focar em potenciais clientes. 

Usar o CRM adequado potencializa as negociações, ele auxilia na captação de leads e na abordagem mais adequada em cada situação, como o tipo de conteúdo e meio a ser usado.

 

Quer enriquecer o uso do seu CRM nativo? Então, utilize nosso sistema de automação de aluguel, uma plataforma que facilita a sua negociação tornando mais prática e rápida. Saiba mais em nosso site

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *