Tudo que você precisa saber sobre Seguro Residencial

Apesar de ficar mais popular a cada ano, um levantamento da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) constatou que menos de 15% das residências brasileiras têm seguro.

Um dos motivos que podem explicar esse percentual tão baixo é a falta de informação sobre seu funcionamento. Por isso, trouxemos neste artigo todos os tópicos essenciais sobre seguros residenciais, como funcionam, o que podem cobrir e pontos que você deve prestar atenção antes de assinar o contrato.

Como funciona
O valor do seguro é calculado de acordo com a valor do imóvel e de uma estimativa de custo dos bens que o integram. A partir disso, chega-se a um valor do seguro residencial básico que, de maneira geral, cobre casos de incêndios, queda de raios ou explosões. Além dos planos básicos, é possível solicitar diversas outras coberturas, como cobertura contra danos elétricos, roubo, vendaval e responsabilidade civil que serão acrescentadas ao valor.

Muitos seguros disponibilizam também assistências 24 horas para serviços como chaveiro, eletricista, encanador, entre outros.

O que o seguro não cobre
As situações que são cobertas pelo seguro varia de empresa para empresa. E para assegurar que seu plano seja satisfatório para você, redobre a atenção no tópico “riscos excluídos”, presente no manual do segurado. Os pontos excluídos costumam ser falhas na construção, furtos sem arrombamento e defeitos preexistentes.

Obrigações da seguradora
A seguradora deve cobrir tudo o que estiver descrito no contrato acordado entre as partes, por isso leia a apólice do seguro com muita atenção antes de assinar.

No que diz respeito à indenizações, a regra é de que o valor seja limitado ao valor contratado em cada cobertura. Se a cobertura de incêndio contratada é de 100 mil, a indenização vai se restringir à esse valor, independente do prejuízo ocorrido.
O seguro imobiliário
O seguro imobiliário, costuma reunir diversas propostas dos seguros residenciais e empresariais em um único lote, e é um contrato obrigatório para imobiliárias e empresas que administram imóveis.

Por isso, faça questão de realizar diversas pesquisas sobre os precedentes da corretora ou empresa que visa contratar. Confira feedback de seus consumidores nas plataformas da empresa, e seu nível de reclamações. Com uma corretora de confiança, você garante a segurança do seu inquilino e a conservação do seu imóvel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *