Mobile first: sites imobiliários focados na experiência em smartphone

Mobile first: um modelo de usabilidade de plataformas e sites voltado aos dispositivos móveis. O mobile first é a chave para ter mais visualizações e facilitar o relacionamento com os clientes.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dois terços da população do país (69,8%) possuem conexão à internet. Os smartphones são o principal meio de acesso, cerca de 95,5% das pessoas conectam-se a internet por seus celulares.

A internet se tornou a principal ponte para conquistar novos clientes visto que boa parte da população está sempre conectada às plataformas digitais.

Como funciona o Mobile First?

Quando se cria um site para anúncio de imóveis, é comum primeiramente imaginar uma visualização mais completa nos computadores e depois é feita adaptação para o uso dos celulares. A proposta do mobile first é justamente inverter o processo de criação, concentrando agora na percepção que o cliente terá ao acessar de um dispositivo móvel.

Focar em uma criação de websites na programação para mobile e depois adaptá-la para desktop. Desse modo as experiências dos usuários, em aspectos de usabilidade de página e performance, será muito melhor e mais facilitada de acesso aos conteúdos.

Priorizar não só a forma, mas também o conteúdo e a navegabilidade. O layout desperta o  interesse, porém a flexibilidade na navegação é o que mais influencia na experiência.

Melhorar a experiência ao usuário 

A ordem do modelo é deixar as coisas simples. Ao entrar no site via mobile os usuários querem agilidade em conseguir informações, então o papel da empresa é passar o conteúdo e tornar as funções mais diretas e simples possíveis.

O cliente precisa, com acesso rápido, ter todas as informações, arquivos de imagens visualizados quase que instantâneamente, vídeos e conteúdos não tão pesados, caso contrário afastará os usuários da página, uma fragilidade que pode prejudicar a empresa.

Se torna fundamental adaptar todo o processo para que o navegante tenha uma boa experiência e aumente gradativamente o ranqueamento da página.

O UX (User Experience) vai além da interação com os sites, otimiza o acesso aos conteúdos, fornece um interface prática que estimula a interação para conquistar clientes.

Vantagens do uso de Mobile First

O mobile first muda a forma como os buscadores do Google se organizam. Antes as páginas eram indexadas por uma avaliação inicial para as versões desktop. A novidade é que o Google passará a priorizar a indexar para as versões mobile o que aumentará o número de rankeamentos ao site por esses dispositivos.

O cuidado será manter o mesmo desempenho do acesso e conteúdo similar em ambas as ferramentas, mobile e desktop, para que o Google consiga reconhecer as estruturas das páginas com os mesmos dados.

Facilite a vida do cliente tornando o processo de negociação digital! Em qualquer lugar você consegue ter acesso a plataforma IZEE e formalizar o contrato. Vem descobrir mais sobre seu novo jeito de alugar!

Como conquistar os clientes proprietários

O mercado imobiliário está em constante crescimento, todos querem aproveitar o que esses investimentos podem render. Com isso, o número de concorrentes se tornou maior e o processo de conquista e captação de proprietários de imóveis, mais difícil. O locador dos imóveis recebe diversas propostas de imobiliárias e cabe a ele decidir qual a mais vantajosa.

Você sabe como sua imobiliária pode se tornar a primeira escolha do locador? A equipe deve estar preparada para a negociação, buscando entender o cliente, trazer soluções para seu problema, demonstrar confiança e conhecimento.

Hoje, separamos boas dicas de como conquistar os proprietários e quais recursos utilizar para tornar sua empresa referência na captação de clientes.

A qualificação dos SDR e BDR para analisar leads 

O SDR (Sales Development Representative), é responsável pela abordagem inicial de prospecção e qualificação de leads por perfil,  gerados tanto via Inbound quanto outbound, reconhecido como o profissional de pré-vendas.

O papel do SDR, é justamente encontrar o cliente certo, angaria os leads com o objetivo de passar das pré-venda para a venda final, ou seja, conquistar os proprietários para fecharem um negócio com a imobiliária.

O principal benefício de ter um SDR na equipe de vendas, é trabalhar na prospecção de clientes mais vantajosos, ele atua de maneira mais focada, buscando oportunidades mais qualificadas.

Nós sabemos que angariar novos proprietários para locação é quase que uma venda.

Um outro modelo de profissional de prospecção de clientes é o chamado BDR (Business Development Representative). Veja abaixo como ele pode se tornar um pilar para sua empresa na conquista de proprietários.

Como o BDR analisa clientes?

O BDR pode ser um profissional de Inside Sales que atua na geração de leads com a abordagem de outbound, gerando sua própria lista de leads e criando um perfil ideal de cliente, por meio de hipóteses que sejam condizentes com o que a empresa busca alcançar.

O contato com os potenciais clientes é por outbound (prospecção ativa), usando cold e-mail (e-mail frio), cold calling (chamada fria), social selling (venda social) e networking (rede de contatos pessoal).

Implementar práticas em comissionamento 

Usar a prática de comissionamento pode ser um atrativo para quem trouxer proprietários de imóveis para a imobiliária. Essa é uma maneira dinâmica de conquistá-los, pois são indicados por pessoas que tem o contato direto e diário, como porteiros de prédio, síndicos de condomínios e outras pessoas com potencial para alcançar esse perfil.

A comissão motiva os indicadores a trazerem proposta, auxiliando no fluxo de leads e captando ótimas oportunidades.

Ouvir o cliente

Estar aberto pra entender o cliente e quais os seus interesses é uma estratégia de relacionamento. Pergunte quais seus planos, busque entender as expectativas e explique as vantagens de deixar o imóvel à disposição de sua imobiliária. Tais observações ajudarão identificar os melhores argumentos para suprir as expectativas.

Processo mais Tecnológico

A nossa plataforma de aluguel digital agiliza todo o processo de locação, da proposta à assinatura, usando a tecnologia ao seu favor e beneficiando os envolvidos. Para se destacar entre os concorrentes, atualize sua estrutura de gestão. A IZEE acelera seu negócio, realizando análise de crédito na hora (em parceria com FC análise), cuidando da aprovação e geração de documentos, assinaturas de contratos e diversas outras ferramentas, resolvendo a demora e burocracia nas transações.

 

Quer saber mais formas para atrair proprietários de imóveis? Converse com nossa equipe.   

 

Segurança da informação e uso de dados para direcionar as vendas

A LGPD (lei de proteção de dados), que prevê o uso e o tratamento de dados no Brasil, entrará em vigor em agosto deste ano e provocará uma mudança radical em todas as empresas brasileiras. 

O acesso a todos os dados pessoais, como nome, idade, endereço, gostos e demais assuntos que invadem a privacidade dos usuários sem eles saberem que foram coletados, será vetado. A intenção da lei, é garantir ao usuário mais privacidade e controle sobre seus dados, a fim de evitar mal-uso pela parte de terceiros. 

O roubo de dados que alarmaram a implementação da lei, envolveu a equipe do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump que, para obter eleitores, usara as redes sociais como uma ligação na coleta das características do público votante.

A implementação do sistema evita que entidades possam usar brechas para manipular os dados pessoais. O usuário agora terá a conscientização do uso de seus dados, antes de serem coletados.  

O tratamento legal e ilegal de dados

Os caminhos usados para saber quem é um usuário, não se aplicam a dados de etnia, sexuais, políticos e filosóficos, a não ser que consiga ligar a outros e chegar à identificação. 

Sua imobiliária deve tomar certas medidas na hora de obter os dados dos clientes ou ao conquistar um público, para não correr o risco de agir ilegalmente e se prejudicar.
Ser transparente com o seu propósito é fundamental, visto que a lei está aí para quem for infiel nas intenções. O cliente deve estar plenamente ciente e de acordo com a coleta das informações.

Os dados aceitos serão fundamentais para ligar a uma ação de negociação. As característica obtidas dos clientes, podem ser ligadas às semelhanças de gostos, preferências de localização, renda mensal, número de moradores e outros,  buscando uma padronização para se trabalhar na movimentação de divulgação, tornando a negociação direcionada e mais vantajosa. 

A CRM como estratégia de fidelização

A lei da LGPD dificulta a coleta desses dados, mas uma vez coletados, serão excepcionais para o crescimento de sua empresa. 

A sigla CRM – Customer Relationship Management, ou em português, Gestão de Relacionamento com o Cliente – funciona como uma forma de armazenamento de dados coletados, para direcionar o modo de tratamento entre empresa e cliente, obtendo informações favoráveis ao direcionamento de vendas e a fidelização. 

Os dados conscientemente fornecidos pelos clientes são armazenados e posteriormente usados para melhorar o serviço, tornando-o diferenciado e assertivo, antes durante e após a negociação. Assim, é possível se antecipar com os tipos de abordagens a ser usado ao chegar no cliente, otimizando o processo e obtendo resultados positivos. 

A jornada desse consumidor está ligada às formas que a imobiliária se comunica e se mostra para o público. Facilitar os caminhos entendendo os gostos dos usuários é uma maneira de fidelizá-los. Com essa abordagem sua empresa consegue pegar os clientes já existentes, achar as características comuns entre eles e focar em potenciais clientes. 

Usar o CRM adequado potencializa as negociações, ele auxilia na captação de leads e na abordagem mais adequada em cada situação, como o tipo de conteúdo e meio a ser usado.

 

Quer enriquecer o uso do seu CRM nativo? Então, utilize nosso sistema de automação de aluguel, uma plataforma que facilita a sua negociação tornando mais prática e rápida. Saiba mais em nosso site