Qual o Potencial do Blockchain no Setor Imobiliário?

O blockchain é uma tecnologia atual que tem a capacidade de armazenar informações digitais de forma imutável e inviolável, um sistema complexo que pode ter aplicações no mercado imobiliário.

Você já deve ter ouvido falar no termo por conta das criptomoedas, que utilizam a ideia. Mas você sabia que existem aplicações diferentes, fora desse universo?

O que é Blockchain?

O Blockchain, que significa cadeia de blocos, pode ser facilmente associado as criptomoedas, e de fato é a tecnologia por trás de muitas moedas digitais. Sua ação é associada a um sistema de lançamentos digital, armazenando e registrando dados de maneira confiável e imutável.

Diversos computadores conectados emitem dados, realizam transações e armazenam os registros de forma instantânea e universal. Sem a interferência de intermediários, como os bancos, nas ações.

Com a conferência de dados e o encadeamento em blocos, ataques de hackers e violações das informações se tornam muito mais difíceis. Por isso, há um futuro promissor de segurança e transparência nas operações que envolvem a tecnologia.

O que o Blockchain pode agregar ao mercado imobiliário?  

Atualmente, já se comenta das possíveis aplicações dessa tecnologia no mercado imobiliário – usos, por exemplo, em contratos inteligentes – que podem acelerar transações de forma transparente e aproximar comprador e vendedor, sem tantos intermediários como ocorre hoje. Além disso, podem oferecer caminhos para uma tokenização (da qual falaremos mais adiante). A tecnologia tem 3 pilares que possibilitam esses usos:

Descentralização

Diferentes entidades são responsáveis pela coleta e validação de dados. Além disso, não há necessidade de uma autoridade centralizada que torne toda a rede confiável em comparação com outras redes.

Transparência 

As informações se tornam públicas na rede do blockchain. Os dados processados podem ser analisados por todos que fazem parte da conexão, além de manter um histórico que vai até a origem do bloco.

Incomutável

O esquema envolvido na cadeia de dados impede alterações, pois são descentralizados e criptografados.

O que é a tokenização no mercado imobiliário?

Um token é uma representação de um bem ou valor do mundo real, só que em forma digital. Possuir um token do mercado imobiliário poderia representar a propriedade de um imóvel por alguém e, inclusive, facilitar a venda fracionada de um imóvel.

Os tokens podem ser fracionados e isso representaria a possibilidade de várias pessoas terem “um pedaço” do imóvel.

As aplicabilidades dessa tecnologia para o mercado são incalculáveis e ainda é muito cedo pra dizer tudo que será possível fazer com ela.